Iconografia
Conheça itens do acervo do Centro de Estudos FamilyD. Mapas, esculturas, reproduções: por aqui você conhecerá um pouco da nossa coleção orientalista e saberá como essas peças ajudam a contar parte da história do Líbano, do Oriente Médio, sua cultura ou a forma como eram vistos pelos ocidentais. Confira.
 Localizar     



Syria: mapa de John Tellis, 1851
Acervo digital

John Tellis é um dos mais renomados cartógrafos e editores do século XIX. É considerado o último dos cartógrafos do século XIX a produzir mapas decorados, com trabalhos que se tornaram tanto artísticos quanto geográficos.

John nasceu na Inglaterra por volta de 1818 e provavelmente trabalhou em Birmingham, até se mudar para Londres no início da década de 1840. De 1851 a 54, John criou a John Tellis and Company e foi durante esse período que produziu o Atlas Mundial Ilustrado, produzido para a Grande Exposição de 1851.

Suas ilustrações deslumbrantes permitiram que os mapas produzidos fossem belas obras de arte. Os mapas de Tellis representam o fim de uma era na produção de grandes atlas decorativos. Ele é conhecido por sua série de pequenas ilustrações ou vinhetas, retratando cenas estrangeiras que são sensivelmente organizadas em torno do próprio mapa.

Neste mapa, as ilustrações de Jerusalém e os camelos, além dos árabes no deserto, chamam a atenção. Essa representação do exótico referente ao povo árabe foi o que posteriormente seria chamado por Edward Said de Orientalismo, o olhar para o oriente com admiração e estranhamento, criando um abismo entre Ocidente e Oriente, valorizando as diferenças e distanciando o "nós" do "eles" (Oriente como invenção do Ocidente).
O Atlas Mundial Ilustrado foi publicado em aproximadamente setenta partes entre 1849 e 1853. Cada parte foi vendida na América, na Austrália e em outras colônias britânicas quase imediatamente, em 1854. Os mapas foram liberados um de cada vez, permitindo que os compradores fizessem pequenos pagamentos regulares.

Outra coisa interessante deste mapa do século XIX é repensar as fronteiras. Como países, o Líbano e a Síria só conquistam a independência após o final da Segunda Guerra Mundial, ou seja, há menos de um século. Dessa forma, os territórios que hoje ainda recebem milhares de refugiados são mais do que vizinhos, são partes de uma história comum, de uma região dominada pelo Império Otomano por séculos, que disputaram poder e compartilharam culturas, língua e hábitos.

Mapa do acervo rare maps, disponível para venda no link: http://www.raremaps.com/gallery/detail/44513/Syria_shows_Cyprus/Tallis.html




voltar

Política de privacidade. ©2014. Criação FamilySites.com.br